Comunicação

Encontrados destroços do avião da Malásia


A Autoridade de Aviação Civil do Vietname diz ter encontrado destroços de avião que podem ser do voo desaparecido da Malaysia Airlines, de acordo com a agência Reuters.

Os destroços foram descobertos a cerca de 50 milhas do sudeste da ilha vietnamita de Tho Chu.

Esta informação ainda não foi confirmada pela companhia aérea malaia. Porém, esta manhã, o ministro dos Transportes e da Defesa admitiu o pior cenário.

Hishammuddin Hussein levantou a hipótese da aeronave ter voltado para trás a meio da viagem, o que obrigava a que a busca tivesse de ser alargada a mais locais do que os da rota esperada.

Passageiros investigados 


A especulação sobre o que se terá passado no voo MH370 aumenta, numa altura em quatro passageiros estão sob investigação. Os investigadores estão examinando o manifesto do voo depois de, ontem à noite, diplomatas europeus terem garantido que dois dos 227 passageiros viajavam com passaportes roubados. Em causa estão um passaporte italiano e outro austríaco, os dois roubados na Tailândia.

A Malásia vai trabalhar com o FBI e outras agências internacionais para investigar o que se passou. "Esses quatro nomes estão em meu poder", disse Hussein.

Do manifesto de voo constavam passageiros com as seguintes identidades: 154, incluindo crianças, de Taiwan; 38 malaios; cinco indianos; sete indonésios; seis australianos; quatro franceses; três, incluindo crianças, americanos; dois da Nova Zelândia; dois da ucranianos; dois canadianos; um russo, um holandês e um austríaco.

A bordo seguiam 239 pessoas, 227 passageiros e 12 tripulantes.

 



Receba Novidades da
Making Of por email! Cadastrar email
Indique este site